BAZ LUHRMANN ANUNCIA PROJETO COM IMAGENS INÉDITAS DE "THAT'S THE WAY IT IS" E "ELVIS ON TOUR"  -  ELVIS TRIUNFAL 21 ANOS ENALTECENDO ELVIS!

  SOBRE O FÃ CLUBE
 Novidades
 Reuniões do Clube
 Carteira de Membro
 Estatuto do Clube
 Facebook
 Fanzines
 Membros do Clube
 TV Elvis Triunfal

 Midia
 Mini Encontros
 Nossas Conquistas
 Promoções para fãs
 Outros Fã Clubes
 Cantinho do Fã
 Parceiros do Triunfal
 Ajude o fã clube
 Fale conosco


  EVENTOS SOBRE ELVIS
 Shows e Eventos
 Cobetura Nacional  

  COVERS DE ELVIS (ETAs)
 Covers do Brasil

  
  SOBRE ELVIS PRESLEY
 Aloha From Hawaii
 Atores e Atrizes
 Artigos sobre Elvis
 Bibliografia
 Bootlegs
 Comeback Special
 Concert Years
 Cronologia
 Discografia
 Discografia FTD
 DVDs
 Entrevistas

 Elvis The Pelvis
 Elvis Week
 Especiais de TV
 Elvis in Concert 77
 Estádios dos Shows
 Ex Namoradas
 Família e Amigos
 Filmografia
 Galeria de Fotos
 Jornais
 Jumpsuits
 Letras das Músicas
 Lisa Marie
 Memorabilia
 Morte de Elvis
 Paradas de Sucesso
 Revistas
 Sessões de Estúdio
 Singles
 

  UTILIDADES PARA FÃS
 Cifras

 Downloads
 Mapa do Site
 Midis
 Playbacks
 Traduções
 Videos na internet

  MATÉRIAS EM DESTAQUE

 Elvis Exhibition 2015

 Elvis In Concert Brasil
 Elvis Experience Brasil
 Elvis Fest Minas

 SP Elvis Festival 2014

 SP Elvis Festival 2013

 

 


 
 Elvis 100% Portugal
 Elvis Brasil
 Elvis Colombia
 Elvis Directory
 Elvis Eterno

 Elvis FTD
 Elvis in Astrodome
 Elvis Kingdom
 Elvis Number One
 Elvis Memories
 Elvis Presley o Eterno Rei
 Elvis Presley Rei do Rock
 EP Fanelvis
 Fãs de Elvis Presley
 Grazielvis
 Jairo Mello

 Let's Play Elvis
 Lar daMamãe Clory
 Lidianne Mattiello
 Presley's Pride
 Sérgio Queiroz
 Shania Twain FC
 Suspicious Minds FC
 The Elvis Music Project
 Walthinho
 Espaço Comenius
 Anjos para adoção
 Pousada Frida

 

 

 

 

 


 
 
  MARCELO NEVES
  Presidente do Elvis Triunfal
  Web Designer

 
  VIVIAN ONDIR

  Fan Relations Elvis Triunfal

   E-mail (Clique aqui)
  Tel: (11) 95967-6383

 

 

 

 

 

 

 

ELVIS EM MONTGOMERY EM 1977

 

 

 


  


REVIEW DO FILME "PRISCILLA"

 

Assista nosso review do filme Priscilla que foi lançado em 2023 pela Diretora Sofia Coppola. Deixe suas opiniões nos comentários do vídeo.

 

 

 


RILEY KEOUGH ANUNCIA “LIVRO DE MEMÓRIAS DE LISA MARIE” Artigo: Marcelo Neves – Fonte: Gilvania Ferreira (Viva Elvis) / Riley Keough (instagram)
 

Gilvania Ferreira do Viva Elvis me comunicou a postagem de Riley Keough em seu Instagram anunciando para 15 de outubro de 2024, um livro de memórias de Lisa Marie. Segundo a Editora, ainda não há título ou capa da obra, porém são muitas horas gravadas de depoimentos de Lisa que estarão neste livro. Eles completam dizendo que essas memórias já estavam sendo arquivadas há muitos anos. Diferentemente de seu pai Elvis que não deixou uma autobiografia, Lisa poderá ter a chance de ser compreendida com mais profundidade por meio dessa obra. Segundo informações disponíveis na internet, o livro teria 320 páginas, mas ainda falta a confirmação. Sem dúvida será um livro muito aguardado pelos fãs de Lisa e de Elvis Presley. A vida de Lisa foi muito intensa em vários aspectos e também cercada de muitas polêmicas, muitas delas ainda estão envoltas a muito mistério, quem sabe que muitas respostas virão nesse livro! Vamos aguardar.

 


 

 

 


 

 

 


PARTE 22 DA DISCOGRAFIA EM VINIL DE ELVIS. PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DE ANTONIO ROQUE PEIXOTO DO CLUBE ELVIS MG E WLA ESPÍNDOLA. Nesse capítulo mostramos mais 5 álbuns de Elvis Presley mas destacando os dois primeiros Bootlegs de Elvis lançados no mundo, o PLEASE RELEASE ME e THE HILLBILLY CAT LIVE

 

 

 


 


DIXIE LOCKE FALECE AOS 85 ANOS (artigo: Marcelo Neves- Fontes: Rodolfo Schindler / Chirleni Soares) Dezembro de 2023
 

 

Dixie Locke que foi considerada a primeira namorada “séria” de Elvis Presley faleceu. A data do falecimento segundo um portal ocorreu no dia 19 de dezembro, mas a notícia começou a circular no dia 20 (a data ainda carece de confirmação). Ela ao longo das décadas sempre foi muito discreta sobre o namoro com Elvis que durou entre janeiro de 1954 a outubro de 1955. Porém Peter Guralnick foi um dos primeiros a convence-la a contar sua história e que acabou entrando no livro “Elvis - Último trem para Memphis”. Guralnick já descreveu que essa foi uma de suas grandes entrevistas e que ocorreu num porão de igreja. Dixie conheceu Elvis na Primeira Assembleia de Deus em Memphis e era 3 anos mais nova que ele. Mas foi no Rainbow Roller que ela foi puxar assunto com ele e deu-se início a um namoro. Dixie contou coisas curiosas daquele período como a primeira vez que a família dela conheceu Elvis. Ele estava vestindo calça preta com costura rosa na perna e uma jaqueta combinando, bem diferente dos rapazes na época. Outra coisa que chamou muita a atenção foi o seu cabelo “rabo de pato” fazendo com que o tio de Dixie oferecesse dinheiro a Elvis para corta-lo, claro que não o fez. Dixie foi testemunha ocular do início da carreira profissional de Elvis na Sun Records e de seus primeiros shows. Sobre o fim do relacionamento com Elvis Dixie Locke uma vez disse: Não consigo olhar para trás e lembrar-me de que Elvis e eu terminámos especificamente, porque não o fizemos. Não importa o quão longe sua fama estivesse começando a levá-lo, sabíamos em nossos corações que estávamos eternamente ligados um ao outro.” Porém com a ascensão artística de Elvis os compromissos aumentaram e isso acabou distanciando o dois. Segundo Dixie mesmo após o término do namoro eles continuaram amigos por alguns anos. Dixie acabou namorando Bobby Emmons em seu último ano do ensino médio, namoro que resultaria em seu casamento. Finalmente em 2021 ela lançou um livro chamado: “Unlocked: Memoirs of Elvis's First Girlfriend”. Neste mesmo ano ela foi convidada para ser entrevistada na Elvis Week. Fica aqui nossos sentimentos aos familiares de Dixie Locke.


PARTE 2 - ELVIS NA MEMÓRIA DE OUTRAS ESTRELAS
 

 

 


ELVIS NA MEMÓRIA DE OUTRAS ESTRELAS
 

 

 


 


OS RESULTADOS DO FILME “PRISCILLA” ATÉ NOVEMBRO DE 2023– artigo: Marcelo Neves
 

 

Este artigo é um resumo sobre os resultados obtidos do filme “Priscilla” da Diretora Sofia Coppola até novembro de 2023. O filme está em cartaz nos Estados Unidos desde 27 de outubro de 2023 e arrecadou até o momento 19.6 milhões de dólares, sendo que o investimento da produção foi de 20 milhões. Geralmente a grade de exibição de um filme é de 45 dias, porém ainda resta o lançamento fora dos Estados Unidos que incluirá o Brasil no dia 4 de janeiro de 2024. Curiosamente há produções que obtém maiores resultados domésticos (dentro do país de origem) do que fora. O filme de Baz Luhrmann obteve 151 milhões de bilheteria doméstica e 137 milhões no exterior. Já “Barbie” e “Top Gun” tiveram maiores arrecadações fora do país de origem. A arrecadação doméstica de “Priscilla” (19.6 milhões) está se aproximando do valor orçado na produção (20 milhões), como o filme ainda terá mais 14 dias de bilheteria, provavelmente conseguirá passar essa marca. Porém o estúdio A24 dependerá da bilheteria internacional para avaliar se o filme será um sucesso ou não. O critério de definição se um filme foi sucesso ou não (segundo o Portal Mundo Conectado) é quando o filme consegue na bilheteria recuperar duas vezes ou mais o custo de sua produção, o que foi o caso do filme “Elvis” de Baz Luhrmann que conseguiu ter 3,39 vezes a mais de arrecadação em relação ao seu custo. Porém vale lembrar que nem todas as produtoras inserem o valor do marketing pra divulgar o filme. O filme é uma adaptação do livro “Elvis and Me” lançado por Priscilla em 1985 que acabou virando uma minissérie pra TV em 1988 e que foi exibida no Brasil em 1989. A produção segundo Sofia Coppola é uma “homenagem para a Priscilla” sendo que a própria Priscilla está na produção executiva, ou seja, é a segunda vez que Priscilla está numa produção que envolve sua história com Elvis (além do livro lançado em 1985). Independente do conteúdo do filme (que ainda não vi) o filme vem enfrentando vários obstáculos desde o momento de sua concepção até seu lançamento em outubro de 2023. Não é possível mensurar até que ponto isso influenciou na bilheteria ou não, mas segue um breve resumo destes fatos: Primeiramente o filme foi lançado 8 meses após a morte de Lisa Marie, fato que gerou uma comoção popular e o início de um clima de incertezas entre Priscilla e Riley Keough devido ao testamento de Lisa. Indiscutivelmente o caso tomou a mídia em todo o planeta e isso arranhou muito a imagem de Priscilla. Diversos tabloides e programas de TV acompanharam o caso e não pouparam críticas à Priscilla devido sua posição de duvidar de uma emenda no Testamento de Lisa que dava totais poderes aos filhos de Lisa: Riley e Benjamin em caso de sua morte. Quando o acordo jurídico do testamento veio a público uma nova leva de críticas foi direcionada a Priscilla, pois um dos seus pedidos era ser enterrada em Graceland, algo que ela havia negado tempos atrás (na época publicamos a resposta da Priscilla negando o artigo de um tabloide). Pra piorar tudo isso a revista Variety divulgou o conteúdo de um e-mail de Lisa Marie para Sofia Coppola mostrando suas preocupações com a produção, neste e-mail ela dizia: “Meu pai só aparece como um predador e manipulador. Como filha dele, ao ler isso, não vejo nada do meu pai nesse personagem. Eu não vejo a perspectiva de minha mãe sobre meu pai. Eu leio e vejo sua perspectiva chocantemente vingativa e desdenhosa e não entendo o porquê”. A revista divulgou um segundo e-mail que dizia: “Serei forçada a estar em uma posição em que terei que dizer abertamente o que sinto em relação ao filme e ir contra você, minha mãe e este filme publicamente”. A Variety também revelou a resposta de Sofia Coppola que foi: “Espero que, quando assistir ao filme final, você se sinta diferente, e entenda que estou tomando muito cuidado ao homenagear sua mãe, ao mesmo tempo em que apresento seu pai com sensibilidade e complexidade”. Quando estes fatos vieram à tona, esperei um tempo para ver se de fato eram reais ou não, visto que muita informação falsa circula na internet. Porém o silêncio de Sofia Coppola é a confirmação da veracidade dos fatos alegados pela Variety. O conteúdo dos e-mails de Lisa circulou o mundo em grandes portais de notícias e o silêncio de Sofia continuou. Pra piorar ainda mais, a EPE não autorizou o uso da música original de Elvis no filme e isso tem um peso importante na minha avaliação. Como o filme não é uma produção da EPE, eles não teriam o controle do conteúdo e de como Elvis seria retratado, ou seja, não havia uma segurança por parte da EPE sobre o impacto desse conteúdo. Curiosamente mesmo com essa negativa da EPE em liberar as músicas de Elvis, Priscilla se tornou uma “Consultora Especial” da EPE depois de um acordo firmado com Riley Keough está sim a atual responsável pela EPE (parte que herdou de Lisa, já que a outra parte é da ABG). Obviamente o filme não é direcionado apenas a fãs de Elvis, mas para o público em geral e não sabemos até o momento como o público está avaliando esta produção enquanto “entretenimento”. No caso deste filme, segundo Priscilla, ela foi contatada primeiramente por Sofia Coppola que tinha interesse em sua história e que só depois entraria como produtora executiva. O tema “Priscilla” geralmente é envolto a muita polêmica pois sempre dividiu a opinião de fãs e esse é um fato que não podemos ignorar. A divergência do que é contada no livro “Elvis and me” com outros livros sobre Priscilla é motivo de discussões intermináveis até hoje entre fãs. Acho que Priscilla acertou em alguns projetos na EPE, mas também errou em outros ao longo dos anos, é uma figura complexa que desperta admiração por muitos e sentimentos contrários por outros. Não entrarei no mérito ainda sobre o conteúdo do filme “Priscilla” e seus possíveis impactos na imagem de Elvis, isso vai ficar para um review futuro assim que assistir ao filme. Nesse review iremos analisar o que está no filme, no livro e em outras fontes que contam a história sobre outro prisma.
 


ELVIS É A 2ª. CELEBRIDADE MORTA QUE MAIS LUCROU EM 2023 - Artigo: Marcelo Neves - Fonte: Rodolfo Schindler / Forbes

 

 

Acaba de sair a lista das celebridades já falecidas que mais lucraram em 2023. Elvis que ficou em 2º. lugar com 100 milhões de dólares arrecadados. Em 2022 Elvis havia ficado em 4° lugar com 110 milhões devido o sucesso da cinebiografia de Baz Luhrmann que alavancou o interesse em torno de Elvis. Michael Jackson retomou o primeiro posto em 2023 com 115 milhões de dólares, em 2022 Michael Jackson havia ficado na 6ª posição com 75 milhões de dólares. Visto que Elvis faleceu há 46 anos e Michael Jackson há apenas 14 anos, a segunda posição é um ótimo resultado em termos financeiros.


MARCELO COSTA, HELOISA E STELLA NA TV MANCHETE EM 1992 - Artigo: Marcelo Neves - Fonte: Wla Espíndola.

 

Entrevista com Marcelo Costa (Presidente da SPEPS) e a participação de Heloisa Neves e Stella Prado no programa "Almanaque" da extinta TV Manchete. O programa que lembrou os 15 anos da morte de Elvis foi exibido no dia 17 de agosto de 1992. Agradecimento especial a Wla Espíndola que nos cedeu as imagens.

 

 


MAURÍCIO CAMARGO BRITO NA TV MANCHETE EM 1992 - Artigo: Marcelo Neves - Fonte: Wla Espíndola

 

Entrevista com Maurício Camargo Brito no programa "Almanaque" da extinta TV Manchete. O programa que lembrou os 15 anos da morte de Elvis foi exibido no dia 17 de agosto de 1992. Agradecimento especial a Wla Espíndola que nos cedeu as imagens.

 


 

CAPÍTULO 21 DA SÉRIE "DISCOGRAFIA ELVIS EM VINIL" - Artigo: Marcelo Neves

 

Finalmente estamos voltando com a série "DISCOGRAFIA ELVIS EM VINIL", Neste CAPITULO 21, você vai conhecer mais 5 álbuns do Elvis e a incrível história do álbum que quase saiu no Brasil!

 

 


FTD LANÇARÁ EM NOVEMBRO DE 2023 A CAIXA "ELVIS NOW IN PERSON 1972" - Artigo: Marcelo Neves - Fontes: Rodolfo Schindler / Antonio Roque / www.elvispresleyshop.com

 

 

Em 2022 o filme "Elvis on Tour" comemorou 50 anos de lançamento, porém a FTD não conseguiu lançar uma caixa específica a tempo sobre essa marca! No entanto esta caixa não traz no título o nome "Elvis on Tour" e sim referência ao período de janeiro a abril de 1972. Segundo Antonio Roque (Clube Elvis), há conversas em fóruns estrangeiros alegando que a FTD teria tido problemas no uso do nome "Elvis on Tour", já que pertence a produtora Warner, porém ainda não há um posicionamento oficial da FTD sobre essa questão. Independente disso haverá muitas informações sobre o documentário no segundo livro da caixa (segundo o anúncio). A caixa intitulada "ELVIS NOW IN PERSON 1972" contempla 4 CDs, 1 vinil e 2 livros. Os livros são de capa dura dos autores David English e Pål Granlund que trazem textos sobre Elvis de janeiro a abril de 1972. O primeiro livro "From Las Vegas to Buffalo" comporta 120 páginas e o segundo "The April Tour" apresenta 384 páginas. Um EP de 33 rpm também vez na caixa com as canções: "Burning Love"; "It's A Matter Of Time"; "For The Good Times" e "Where Do I Go From Here". Os 4 CDs também serão lançados individualmente em 2024 pelo selo FTD. Vale lembrar que esse é um lançamento importado e restrito a colecionadores e não será encontrado em lojas convencionais. No site de Graceland há um campo destinado a venda dos FTDs, porém até o momento esta caixa não está disponível para pré venda. No site Elvis Presley Shop  do fã clube Australiano já é possível a pré venda, porém o valor está em "Dólar Australiano" que é menor que o valor do dólar americano.

 

Segue abaixo o conteúdo de cada um dos álbuns:

 

(CD 1 Hilton Hotel International, Las Vegas, Nevada)

 Also Sprach Zarathustra / 02. See See Rider / 03. Proud Mary / 04. Never Been To Spain (master)/ 05. You Gave Me A Mountain (master) / 06. It's Impossible (master) / 07. Love Me / 08. All Shook Up  / 09. Teddy Bear / Don't Be Cruel / 10. Hound Dog / 11. Little Sister / Get Back / 12. It's Over (master) / 13. The Impossible Dream (master) / 14. A Big Hunk O' Love   / 15. An American Trilogy (master) / 16. Can't Help Falling In Love / 17. Closing Riff / 18. Never Been To Spain  / 19. You Gave Me A Mountain / 20. An American Trilogy (first version)  / 21. All Shook Up /22. Never Been To Spain / 23. You Gave Me A Mountain / 24. An American Trilogy

 

(CD 2: Gravações e Ensaios de Estúdio RCA Studio A, Hollywood, CA)
01. Burning Love / 02. For The Good Times / 03. Always On My Mind / 04. Separate Ways / 05. The First Time Ever I Saw Your Face / 06. See See Rider / 07. Proud Mary / 08. Never Been To Spain / 09. Until It's Time For You To Go / 10. Polk Salad Annie / 11. All Shook Up / 12. Heartbreak Hotel / 13. Help Me Make It Through The Night / 14. Young And Beautiful / 15. Lawdy, Miss Clawdy / 16. Release Me (And Let Me Love Again) / 17. A Big Hunk O' Love / 18. Funny How Time Slips Away / 19. Can't Help Falling In Love / 20. I, John / 21. Bosom Of Abraham / 22. You Better Run / 23. Lead Me, Guide Me / 24. Turn Your Eyes Upon Jesus /Nearer My God To Thee

 

(CD 3: Turnês de Abril de 1972)
01.Also Sprach Zarathustra / 02. See See Rider / 03. I Got A Woman - Amen / 04. Never Been To Spain / 05. You Gave Me A Mountain / 06. Until It's Time For You To Go / 07. Polk Salad Annie / 08. Love Me / 09. All Shook Up / 10. Teddy Bear - Don't Be Cruel / 11. Heartbreak Hotel / 12. Hound Dog / 13. Bridge Over Troubled Water / 14. Love Me Tender / 15. It's Over / 16. Suspicious Minds / 17. Band / Introductions / 18. For The Good Times / 19. An American Trilogy / 20. Burning Love / 21. Release Me (And Let Me Love Again) / 22. Funny How Time Slips Away / 23. Can't Help Falling In Love / 24. Closing Vamp / 25. Proud Mary / 26. How Great Thou Art / 27. I Can't Stop Loving You / 28. Are You Lonesome Tonight? / 29. A Big Hunk O' Love / 30. Lawdy, Miss Clawdy

(CD 4: Ensaios)
01. Burning Love (2 versions - Charlie Hodge sings off-mic on version 1) / 02. Cattle Call (few lines) / 03. For The Good Times / 04. See See Rider / 05. Never Been To Spain (incomplete) / 06. You Gave Me A Mountain / 07. I'll Remember You (false start) / 08. Until It's Time For You To Go / 09. Polk Salad Annie / 10. Hound Dog / 11. Bridge Over Troubled Water / 12. A Big Hunk O' Love / 13. I Can't Stop Loving You / 14. An American Trilogy / 15. Funny How Time Slips Away / 16. The Lighthouse (few lines) / 17. I, John
18. I Need Your Lovin' Everyday (few lines)

 

(EP - Burning Love):
Side A: Burning Love - It's A Matter Of Time
Side B: For The Good Times - Where Do I Go From Here


FALECIMENTO DE ELVIS MONTEIRO, COVER E PRESIDENTE DO ALMOST ELVIS JOÃO PESSOA - artigo: Marcelo Neves - Fontes: Rodolfo Schindler / Solidonio / Renate Presley/ Chirleni Soares - 12/10/2023

Tomei conhecimento por meio de amigos, o falecimento do Elvis Monteiro que era cover e presidente do "Almost Elvis João Pessoa" na Paraíba. Com freqüência nos falávamos e
era incrível a energia dele em torno do Elvis. Monteiro tinha apenas 37 anos e nasceu num 16 de agosto de 1986. Mantinha uma pagina bem atualizada sobre Elvis na internet e recentemente teve sua história contada no "Almanaque Elvis 2022" de Waldenir Cecon. Ele tinha um carinho enorme pelo Elvis Triunfal e nós também pelo seu trabalho. Em nosso review sobre o "Almanaque Elvis" cheguei a comentar sobre o Monteiro e meu desejo de um dia gravar uma entrevista para nosso canal no Youtube, apesar de nos falarmos há vários anos, não chegamos a nos conhecer pessoalmente, uma pena. Segundo Solidonio que sempre foi um grande colaborador do Almost Elvis, Monteiro estava com problemas de saúde há cerca de 20 dias, primeiramente com dores nas articulações e depois com problemas respiratórios. Com a piora de seu quadro foi levado para a UTI mas não resistiu. Deixo aqui minhas condolências para a família e a todos os amigos do Monteiro, ele fará muita falta neste meio Elvis Presley.


BAZ LUHRMANN ESTÁ NUM PROJETO COM AS SOBRAS DE “ELVIS THAT’S THE WAY IT IS” E “ELVIS ON TOUR” – artigo: Marcelo Neves – Fontes: Baz Luhrmann / Rodolfo Schindler / Elvis Tavares / Express

 

 


Ao ser comunicado por amigos hoje de manhã, quero aqui parodiar uma frase dita por Neil Armstrong ao pisar na Lua: “...um pequeno passo para um Diretor, um grande salto para os fãs de Elvis”. Sim meus amigos, talvez Baz Luhrmann ainda não tenha total dimensão do que apresentou hoje 2 de outubro de 2023, pois o mundo parou para milhões de fãs de Elvis. Em seu instagram, Baz Luhrmann postou um pequeno “teaser” onde um rolo original de “THAT’S THE WAY IT IS” é exibido num monitor! Nele é possível ver Elvis caminhando no backstage do International Hotel usando o Jumpsuit “Concho”. O portal Express do Reino Unido já anunciou que Baz Luhrmann está mesmo num projeto que envolverá imagens inéditas de Elvis. Assim como fez no filme “ELVIS” de 2022, Baz Luhrmann soltou pequenas informações pra agitar o grande público! Disse ele: “Uma manchete do TCB que eu sei que muitos de vocês queriam ouvir! É verdade que encontramos rolos e rolos de imagens nunca antes vistas de “Elvis On Tour” e “That’s The Way It Is”! Fiquem ligados”. Desde a morte de Elvis em 1977, tudo aquilo que foi gravado e que era inédito, se tornou o sonho de milhares de fãs ao redor do mundo. Ao longo das décadas parte deste material foi divulgado, mas a grande maioria não. Se isso está sendo possível agora foi graças a cinebiografia “ELVIS” de Baz Luhrmann que colocou Elvis no centro das atenções novamente. Não sabemos ainda como será a distribuição do projeto ou quando será lançado, mas só de saber que está nas mãos de Baz Luhrmann, já me deixa tranquilizado! Talvez seja uma das melhores notícias das últimas 4 décadas em se tratando de Elvis! Então vamos fazer o que ele pediu: “FIQUEM LIGADOS”!

 


REVIEW DO LIVRO "ELVIS AMOR DESCUIDADO" - Artigo: Marcelo Neves - setembro 2023

 

Neste vídeo você terá nosso review do livro "Elvis - AMOR DESCUIDADO" de Peter Guralnick lançado pela Editora Belas Letras. O livro foi lançado depois do primeiro volume "ÚLTIMO TREM PARA MEMPHIS". No segundo volume Peter Guralnick conta a história de Elvis entre 1958 a 1977. São mais de 920 páginas com inúmeras referências bibliográficas e entrevistas com pessoas que conviveram com Elvis.

 

 


NOSSA PARTICIPAÇÃO NO CANAL DA ANA "A NÔMADE CÓSMICA" - Artigo: Marcelo Neves - setembro 2023

 

Tivemos a honra de participar de um vídeo do canal "A Nômade Cósmica"da minha amiga Ana Kowiak. O vídeo consiste em indicar um livro e um álbum. Confira nossa participação e se possível compartilhe com os amigos

 

 


11.01.2024 - RILEY ANUNCIA LIVRO DAS MEMÓRIAS DE LISA MARIE

21.12.2023 - MORTE DE DIXIE LOCKE

02.11.2023 - MARCELO COSTA NA TV MANCHETE EM 1992

02.11.2023 - MAURÍCIO BRITO NA TV MANCHETE EM 1992

22.10.2023 - LANÇAMENTO DA CAIXA ELVIS NOW IN PERSON

02.10.2023 - BAZ LUHRMANN ANUNCIA PROJETO COM IMAGENS INÉDITAS

01.10.2023 - REVIEW DO LIVRO "ELVIS AMOR DESCUIDADO"

04.09.2023 - CLAUDIO FERREIRA AO VIVO DIA 07/10

04.09.2023 - REVIEW DO LIVRO "ELVIS SOLD OUT 1974"

29.06.2023 - PARAMOUNT ANUNCIA NOVO DOCUMENTÁRIO SOBRE ELVIS

21.06.2023 - PRIMEIRO TEASER DO FILME PRISCILLA

21.06.2023 - ELVINHO DIA 23 DE JUNHO EM SANTO ANNDRÉ

 13.06.2023 - "ELVIS AMOR DESCUIDADO" SERÁ LANÇADO EM JULHO/2023

20.05.2023 - BILL BAIZE MORRE AOS 83 ANOS

18.05.2023 - PRISCILLA E RILEY FIZERAM UM ACORDO

12.05.2023 - LANÇAMENTO DO ALMANAQUE ELVIS 2022

30.04.2023 - DALIZIO MOURA DIA 13/05

30.04.2023 - EVENTO EM TRIBUTO AO ALOHA DIA 20/05

18.04.2023 - REVIEW DA SÉRIE "AGENT ELVIS"

15.03.2023 - ELVIS É IGNORADO NO OSCAR

05.03.2023 - SÉRIE COLECIONADORES WLA ESPÍNDOLA

23.02.2023 - CLÁUDIO FERREIRA DIA 5 DE MARÇO EM SÃO PAULO

23.02.2023 - ELVINHO DIA 20 DE ABRIL NO BOUBON STREET

23.02.2023 - ELIO COLE JR DIA 25 DE FEVEREIRO EM CALDAS NOVAS

19.02.2023 - "ELVIS" DE BAZ LUHRMANN VENCE 4 CATEGORIAS NO BAFTA

19.02.2023 - REVIEW DA CAIXA "ELVIS ON TOUR"

10.02.2023 - FALECIMENTO DE PHIL GELORMINE

30.01.2023 - SÉRIE PRIMEIRA EDIÇÃO: ELVIS FOR EVERYONE

29.01.2023 - ELVINHO AO VIVO NO DIA 12 DE FEVEREIRO DE 2023

21.01.2023 - CERIMÔNIA EM MEMÓRIA DE LISA SERÁ EXIBIDA ON-LINE

18.01.2023 - FÁBIO CADOR DIA 12/02

17.01.2023 - NOSSO VÍDEO EM TRIBUTO A LISA MARIE PRESLEY

12.01.2023 - LISA MARIE PRESLEY FALECE AOS 54 ANOS

11.01.2023 - REVIEW DO LIVRO "ELVIS ON TOUR 50 ANOS"

10.01.2023 - AUSTIN BUTLER VENCE O GLOBO DE OURO


NOVIDADES


AUSTIN BUTLER VENCE O GLOBO DE OURO COMO MELHOR ATOR E AGRADECE A ELVIS! Artigo: Marcelo Neves - 10 de Janeiro de 2023 - fontes: Chirleni Soares, Ana Gaspar, Cláudia Amício e Elvis Tavares

 

 

Austin Butler acaba de vencer o Globo de Ouro como MELHOR ATOR por seu papel em "ELVIS" de Baz Luhrmann! Ao subir no palco para receber o prêmio disse "My boy, my boy" numa clara referência a Elvis no Comeback Special de 1968! Agradeceu ao Diretor Baz Luhrmann, agradeceu ao Pai, lembrou da falecida mãe dizendo: "Eu quero agradecer a minha mãe que sei que está sorrindo agora. mamãe eu te amo muito. Obrigado por sacrificar tanto por mim". Lisa Marie Presley e Priscilla Presley estavam na cerimônia de premiação e ganharam um agradecimento de Austin Butler também. Mas claro que não poderia faltar uma mensagem para Elvis, disse Austin: "ELVIS PRESLEY, VOCÊ É UM ÍCONE E UM REBELDE E EU TE AMO MUITO! OBRIGADO! VOCÊ É LEMBRADO E EU NUNCA VOU ESQUECER". Vencer o Globo de Ouro é um ótimo indicativo para o Oscar e Austin Butler tem todas as chances de levar mais esse troféu! Fica aqui nossos parabéns ao Austin Butler por tanta dedicação e entrega para viver o papel de Elvis! A cada vitória de Austin e do filme de Baz Luhrmann, Elvis está sendo enaltecido!

 


REVIEW LIVRO “ELVIS ON TOUR e MADISON SQUARE GARDEN 50 ANOS” - Review: Marcelo Neves - Contato para comprar o livro: 6698423-3074 ou pelo site www.elvispresleybrasil.com
 

 

Este é o review escrito do mais novo livro de Waldenir Cecon: “ELVIS ON TOUR e MADISON SQUARE GARDEN 50 ANOS”, um verdadeiro tributo a estes dois fatos marcantes na carreira de Elvis. Em breve soltarei também em vídeo sobre este livro. Antes de mais nada quero aqui destacar o trabalho que o Waldenir vem fazendo ao longo dos anos! Foram diversos livros com temas variados que envolveram anos de pesquisa. No Brasil raramente temos lançamentos bibliográficos e isso torna o papel do Waldenir de extrema importância, pois a produção, divulgação e entrega de seus livros é feita por ele mesmo. Como todos os fãs sabem, este ano completa-se 50 anos do lançamento do filme “Elvis on tour” e dos lendários shows no Madison Square Garden. No livro de 272 páginas, com diversas ilustrações e um book adicional com fotos coloridas, Waldenir mostra a essência daquele ano mágico de 1972. O que mais gosto nos livros do Waldenir é o resgate histórico de artigos da época e a descrição precisa dos fatos conforme ocorreram. O livro não se atenta somente aos dois fatos em si (Filme / Madison) mas também as turnês que ocorreram em 1972. Ele descreve os shows daquele período trazendo relatos de quem os viu e artigos de jornal como: “Buffalo Evening News”; “Detroit Free Press”; “The Knoxville News-Sentinel”; “Richmond Times-Dispatch”; “The Indianapolis Star”; “The Macon News”; “The Florida Times-Union”; “Arkansas Gazette”; “The San Antonio Light”; “The Albuquerque Tribune”; “Daily News” e “Milwaukee Journal”. O autor não se esquece dos colecionadores e indica os álbuns oficiais e bootlegs dos referidos shows, tudo de uma maneira organizada que vai enchendo os olhos do leitor. Conforme você vai lendo os artigos da época você se dá conta do impacto de Elvis naquele ano! A grande imprensa local em sua maioria só tecia elogios ao Elvis, contrastando com a velha mentira que Elvis estava “decadente” no período. Elvis já estava com seus 37 anos e muito mais experiente de como se posicionar artisticamente. No livro, Waldenir cita que os produtores Bob Abel e Pierre Adidge disseram que queriam mostrar a “origem de tudo aquilo”, eles se referiam ao Rock and Roll e toda aquela cultura que se originou a partir dos anos 50. Revelaram que não gostaram de “That’s The Way It Is” e que preferiam Elvis cantando as músicas da década de 50. Não deixa de ser curioso que Bob Abel e Pierre Adidge não abriram mão do “novo repertório” de Elvis em 1972, apesar da predileção do antigo Rock and Roll. Eles também colheram alguns depoimentos de fãs como em “That’s The Way It Is”, só que ao invés de se focarem muito em ensaios, colocaram Elvis direto no palco (no início do filme). O formato de tela dividida usada em “Elvis on Tour” não era uma novidade, Pierre Adidge (Diretor do Elvis on Tour) já tinha usado o recurso num documentário de Joe Cocker em 1971 chamado “Mad Dogs & Englishmen”. Mas o grande diferencial em “On Tour” foi a atmosfera que os produtores conseguiram passar na grande tela, o que rendeu o Globo de Ouro como melhor documentário! Os Diretores conseguiram uma entrevista com Elvis mas que não foi usada na integra no filme. Recentemente esse bate papo acabou vazando na internet trazendo várias curiosidades. Elvis relembra da sua paixão pela música gospel, de quando ficou em 5º. Lugar num concurso em Tupelo (não em 2º. como muitos livros afirmam), fala abertamente de sua frustração com boa parte dos filmes que fez, uma entrevista realmente fantástica. Mesmo com esse material revelador, os Diretores optaram em não colocar a entrevista na integra, afinal Elvis criticava seus próprios filmes e parte deles foram feitos na MGM. Waldenir Cecon ao abordar os shows no Madison Square Garden, coloca na integra a coletiva que Elvis fez no Hilton de Nova York, uma coletiva realmente histórica e que revelava até planos futuros de Elvis que infelizmente não se concretizaram. Os shows no Madison foram incríveis, é o retrato de Elvis em potência máxima, não somente de Elvis, mas também do grupo, corais e orquestra! O livro de Waldenir Cecon me levou ao início dos anos 80 quando assisti pela TV o filme “Elvis Triunfal” (nome que foi dado ao documentário “Elvis on Tour” no Brasil). Alguns filmes do Elvis ganharam nomes sem muita criatividade por aqui, mas o nome “Elvis Triunfal” sintetizou o que senti ao vê-lo pela primeira vez, um Elvis que vencia a barreira dos anos sendo adorado por várias gerações! Aquilo me marcou por décadas e não poderia ser diferente quando em 2002 tive que escolher um título para meu site sobre Elvis! Se você assim como eu adora Elvis nesta fase, o livro de Waldenir Cecon é essencial pois traz aquela atmosfera de 1972 na medida certa! Para pedir seu livro, entre em contato com o autor no telefone: 66 98423-3074 ou pelo site www.elvispresleybrasil.com

 


REVIEW DO LIVRO “ELVIS 77 – O ÚLTIMO ANO” - OBS: LANÇAMENTO INDEPENDENTE - VENDA SOMENTE COM O AUTOR WALDENIR CECON.
Artigo: Marcelo Neves.
 

 

Estou para gravar um vídeo sobre este livro, mas antes gostaria de apresentar este review por escrito. “ELVIS 77-O último ano” é um livro de 328 páginas que foi lançado em 2022 pelo meu amigo Waldenir Cecon, que aliás já lançou outros livros interessantes sobre Elvis. Waldenir Cecon é Presidente do Elvis Presley’s World Fan Club que está em atividade desde 1991 e além dos livros que já lançou, editou fanzines e gerencia um site na internet (www.elvispresleybrasil.com). Neste lançamento, Waldenir se focou no último ano de vida de Elvis (1977). Além de relatar cronologicamente o dia a dia de Elvis, traz relatos de pessoas como Ginger Alden (que foi noiva de Elvis), Larry Geller (cabeleireiro de Elvis), Joe Esposito (amigo/manager das turnês) e de Nancy Rooks (cozinheira de Elvis). Grande parte destes relatos nunca foram lançados no Brasil, já por isso torna o livro bastante interessante. O livro como o próprio Waldenir descreve no início, não tem a pretensão de ser uma “verdade absoluta” sobre o último ano de Elvis, mas de dar “pistas” a um entendimento maior sobre este conturbado ano na vida de Elvis. Também compartilho desse posicionamento do Waldenir Cecon, é praticamente impossível se estabelecer uma “verdade absoluta” quando o caminho dessa “busca” não é feito pelo próprio “objeto de estudo” e sim pela visão de outras pessoas sobre o “objeto”. Nestes depoimentos você terá dados objetivos que são sólidos e também dados subjetivos que mudam de pessoa pra pessoa sobre um mesmo evento. Fazendo um paralelo ao “método científico”, o livro segue o que se prega na ciência tradicional, vários observadores olham um mesmo “evento” na busca de se entender o seu real significado. Porém há uma outra abordagem que não segue esse “método tradicional” que é chamado de método “fenomenológico”, que não passa pela subjetividade dos “Observadores” e sim do próprio “Observado”. Porém aí está nosso grande problema, nosso “observado” (Elvis) não escreveu livro algum, deu raríssimas entrevistas e deixou pouquíssimos relatos escritos, então só nos resta a visão das pessoas que o conheceram. Mesmo assim é possível extrair muitas facetas da personalidade de Elvis e também das testemunhas oculares da história. Waldenir destaca a importância dos relatos de Ginger Alden pois pouco se sabia do que Elvis fez em julho de 1977. O Livro “Elvis & Ginger” lançado no final de 2014 trazia finalmente a visão de Ginger sobre os últimos meses da vida de Elvis, afinal ela foi sua última namorada. As situações narradas por Ginger são muito parecidas com as situações que Linda Thompson também passou. Elvis buscava incessantemente por respostas existenciais e se mostrava (ao meu ver) sempre muito reservado com seus problemas mais íntimos. Até mesmo com suas parceiras, Elvis sempre deixava lacunas sobre sua personalidade, as vezes se mostrava introspectivo, carinhoso, caridoso, depressivo e em alguns momentos até agressivo. Elvis era um ser complexo e literalmente dava um nó na cabeça das pessoas ao seu redor! Ao ler o livro “Elvis 1977” você verá que Elvis oscilava em momentos de felicidade e momentos tensos, mas o que mais me tocou, são os depoimentos de Elvis sobre suas dores físicas e psíquicas! Há trechos que Elvis faz referências a um problema no estômago, de dores nas pernas, de dores nos olhos, de uma insônia crônica, da tristeza em torno do livro de seus guarda costas, da cobrança para emagrecer e até que poderia ter morrido caso não fosse apresentado a literatura espiritual (livros que Larry Geller levava pra ele). É fato que Elvis devido a seu histórico de doenças, começou a criar uma dependência farmacológica para aplacar suas dores físicas e psíquicas, nunca neguei isso, mas não compartilho da ideia que Elvis morreu somente pelo hábito de tomar remédios, mas essa é uma outra discussão! Lendo o livro, você vai perceber que Larry Geller foi uma espécie de “guru espiritual” de Elvis, o abastecia de livros espirituais e ganhou sua confiança, poucas pessoas tiveram tanto acesso a “intimidade existencial” de Elvis como Larry Geller, porém (sendo muito sincero) não sei até que ponto em termos práticos, esse conhecimento “esotérico/místico/espiritual” ajudou Elvis a resolver seus problemas de frente! De qualquer forma eram temas que deixavam Elvis motivado, pois buscavam os propósitos de sua existência e de como se religar com Deus. Os depoimentos da cozinheira de Elvis, Nancy Rooks também são tocantes e estes foram novidades para mim, pois ainda não tinha lido trechos do livro “Inside Graceland”. Ela se refere a Elvis não como um “patrão”, mas como um amigo e os momentos da morte de Elvis são de arrancar lágrimas de quem lê. Outro ponto interessante do livro são os relatos sobre os shows em 77 que foram um sucesso até o final (algo que sempre ressalto em meus vídeos no Youtube)! “Elvis 77” é um livro importante para quem busca mais informações sobre esse enigmático ano de 1977. É uma leitura que inevitavelmente vai mexer com suas emoções e vai trazer muitas lembranças principalmente para quem viveu aquele triste 16 de agosto de 1977. Eu recomendo! Os interessados no livro podem entrar no site ([www.elvispresleybrasil.com](http://www.elvispresleybrasil.com/ ou enviar e-mail para: amazonia.af@gmail.com aos cuidados de Waldenir Cecon.